Notícias

06 de Maio de 2021

Indicação favorável ao adicional de periculosidade é aprovada por unanimidade na Alese

Compartilhar:
1.jpg

 
A Indicação de autoria do deputado estadual Dr. Samuel Carvalho (Cidadania), solicitando ao governador Belivaldo Chagas que envie à Assembleia Legislativa Projeto de Lei concedendo adicional de periculosidade para os policiais e bombeiros, foi aprovada na manhã desta quinta-feira, 06, por unanimidade. 
 
Na propositura, o parlamentar informa que participou de uma reunião com os diretores do Movimento Polícia Unida, que congrega as entidades representativas dos policiais civis, militares e bombeiros, para entender o pleito, desde quando passou a apoiar. 
 
O deputado Samuel Carvalho explica que o movimento defende o direito do adicional de periculosidade a essa classe trabalhadora por entender que a função é arriscada e perigosa, conforme estabelece a Constituição Federal no seu artigo 7º, XXIII. “O adicional de periculosidade é um valor pago ao trabalhador exposto em atividades perigosas, regulamentado e aprovado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, como estabelece a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e também garantido nas Constituições Federal e Estadual, faltando apenas que o Estado de Sergipe regulamente”, diz. 
 
O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Isaque Cangussu, comemora a notícia comentando que a aprovação da indicação do deputado Dr. Samuel Carvalho, por unanimidade, reflete a justiça do pleito do movimento Polícia Unida e o devido reconhecimento por parte dos nossos parlamentares estaduais. “Também representa uma vitória para o movimento, que vem tendo a preocupação de esclarecer para atores políticos e toda a sociedade civil em que consiste a pauta dos policiais e bombeiros sergipanos”, diz. 
 
Isaque agradece ao autor da proposta, deputado Dr. Samuel Carvalho, e aos colegas que votaram favoravelmente. “O deputado Dr. Samuel foi uma das pessoas com quem o movimento conversou e se vê que a sua iniciativa e o referendo dos seus pares são frutos do trabalho de todos que compõem o movimento Polícia Unida. Obrigado, Alese! Daqui em diante, vamos continuar lutando para que o governador do Estado envie o projeto de lei necessário à regulamentação do nosso direito, já reconhecido pelos Deputados Estaduais, o que é forte indicativo que esse projeto seria também aprovado por todos”, finaliza. 
 
Movimento Polícia Unida 
 
O movimento é composto pela Adepol, Sinpol, Assomise, Asmirp, Única, Aspra, Asimusep, Amese e a Associação de Cabos e Soldados.
Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência de navegação para você. Para saber mais, basta visitar nossa Política de Privacidade.
Aceitar cookies Rejeitar cookies